MT-130
<< Ir para o mapa

MT-130 - Trecho: Paranatinga-Mt - União do Norte-MT

Rede Xingu+
Alertas




Sumário

O trecho da MT-130 que está no nosso radar começa em Paranatinga-MT e vai até União do Norte-MT, no entroncamento com a MT-322, cruzando também a BR-242, em Santiago do Norte-MT. O trecho em questão divide-se em três trechos em estados diferentes.

Histórico e momento atual

O primeiro trecho tem penas 44,43 km, e vai de Paranatinga até Sete Placas-MT. Esse trecho já conta com projeto executivo, mas a execução foi suspensa pelo próprio governo, após provocação do TCE. Para a finalização desse trecho, contudo, o governo ainda precisa realizar adequação ambiental.

O segundo trecho, por sua vez, com 105 km, vai de Sete Placas a Santiago do Norte. Para esse trecho está sendo elaborado o projeto de pavimentação, contudo, o licenciamento ambiental ainda não foi iniciado.

O terceiro trecho vai de Santiago do Norte até a MT-322 e está na fase de planejamento, ou seja, ainda não há projeto, nem licenciamento, para esse trecho. Contudo, trecho é o que apresenta maior grau de ameaça para o Corredor Xingu, especialmente para o Território Indígena do Xingu (TIX).

Impactos Socioambientais

A região na qual se encontra o terceiro trecho conta com maior parcela de remanescentes florestais em relação ao lado leste do TIX. Contudo, também é uma região onde aumentam as taxas de desmatamento. Conforme o Boletim nº 3 do SiradX (abril) os municípios de Paranatinga, Marcelândia, Feliz Natal e União do Sul, todos na área de implantação da rodovia, estão na lista dos 10 municípios com maior área desmatada.


Próximos passos 

Assim como outras obras de logística da região, a pavimentação da MT-130 deve ser estimulada pela construção da Ferrogrão, cujo leilão estava previsto para o terceiro trimestre de 2018. Com a consolidação da ferrovia como corredor logístico de escoamento de grãos para exportação pelos portos do norte do Pará, em Miritituba e Santarém, a construção de rodovias será incentivada para conexão com os municípios produtores de grãos.

Em janeiro de 2019, o governo do Mato Grosso declarou calamidade financeira, acarretando em contingenciamento em todas as áreas, incluindo infraestrutura. Com isso, qualquer avanço nas obras da MT-130 - bem como de outros empreendimentos - está temporariamente suspenso. 

Bem-vindo à
Rede Xingu+

Construída em tempo recorde, a usina de Belo Monte está
sendo construída sem licenciamentos exigidos por lei